Músicos envolvidos com Missões?  
 Sim !

Vejo a obra missionária como um grande privilégio para todos os crentes. É grande a Comissão em ação. Conscientes da Missão ordenada por Jesus, os músicos não podem se esquivar de cumpri-lá; ao contrário, eles precisam reconhecer que o talento dado pelo próprio Deus precisa ser usado para o serviço mais excelente de todo cristão. Divulgar as Boas-Novas através dessa ferramenta que é a música; entrar em lugares que por meio de outra estratégia não seria possível; colocar-se disponível para ir, se for preciso... O Deus do nosso louvor faz estas coisas com aqueles que dizem: ‘Eis-me aqui’.

A música tem um alcance espetacular: Se você compõe, pode criar canções com mensagens que incentivem os crentes a se envolverem na obra. Irmãos de todas as faixas etárias precisam cantar a fé e serem despertados para fazer missões! Hoje em dia, a internet nos ajuda na divulgação de nossas obras. Que tal disponibilizar para o público suas composições missionárias? Como temos carência deste tema em nossos dias... Se você tem habilidades de reger, é hora de juntar um coro e combinar viagens missionárias, ensinar canções missionárias para a congregação. Se você é professor de música, que tal equipar quem vai para os campos com repertório e atividades musicais para diversas faixas etárias? Se você faz versões ou traduz pode criar hinários, verdadeiras compilações com hinos missionários de todas as épocas, para todas as idades. Se você leva jeito para produzir, que tal preparar um musical missionário, uma “festa dos países’?
Se você toca ou faz arranjos, crie sonoridades novas para hinos antigos, medleys...
Eu poderia continuar dando asas á imaginação. Quanta oportunidade para servir! Enquanto escrevo, a vontade é a de levantar e começar um novo projeto musical missionário. Aí me lembro do saudoso e muito amado Pr. Marcílio de Oliveira Filho (da PIB de Curitiba) contagiando os crentes por onde passava com seu ardor missionário, expresso em suas diversas composições, ou quando conduzia a adoração nas grandes programações. Mas, sobretudo,recordo-me de quando ele reunia um pequeno grupo de músicos antes das programações para dizer o real motivo de estarem ali e orar pedindo ao Senhor que os usassem como instrumentos: “Farol, ponte, abrigo, flecha que acerta ao alvo...” Não posso cantar essa música sem lembrar deste músico-missionário!

Para a nossa alegria o Senhor da seara conta conosco, músicos de coração quebrantado e que entendem que o talento e a música são ferramentas na adoração e no serviço, que chega a lugares - geográficos e do coração- que outras ferramentas não entrariam. Sigamos juntos como músicos cristãos brasileiros abençoando aqueles que necessitam da graça do Pai! Resta repetir a oração da minha vida, que pode ser a sua também:

“Usa, Senhor,
Todo o meu ser para o Teu louvor
Mãos, pés e voz:
Tudo consagro a Ti!
Não há no mundo nada melhor
Que dia a dia trabalhar por Jesus
Por isso, tudo entrego, ó Deus,
Enquanto nesse mundo viver!

-Mônica Coropos , Ministra de Música da PIB de Irajá (Rio de Janeiro/RJ)-


Links para esta postagem |

Read Users' Comments ( 1 )